Data: 14/06/2011
Mês: Junho
Ano: 2011

Segundo o INE, no 1º trimestre de 2011, o Produto Interno Bruto (PIB) diminuiu 0,6% em volume face ao período homólogo e em cadeia (variação homóloga de 1,0% e variação em cadeia de -0,6% no 4º trimestre de 2010). A redução do PIB em termos homólogos esteve associada ao contributo negativo da Procura Interna (-3,4 p.p.), a qual foi atenuada pelo contributo positivo da Procura Externa Líquida (2,9 p.p.). As Exportações aumentaram 8,5% em volume e em termos homólogos e as Importações de Bens e Serviços diminuíram 0,8%.

ine

ine

No 1º trimestre de 2011, a Necessidade Líquida de Financiamento da economia portuguesa (ajustada de sazonalidade) junto do exterior fixou-se em 6,7% do PIB (2.883 milhões de euros), correspondendo um aumento de 2,7 p.p. face a igual período do ano anterior e -0,1 p.p. em relação ao 4º trimestre de 2010.

ine

ine

No 1º trimestre de 2011, aumentou a diferença entre Produto Interno Bruto a preços correntes (43.332 milhões de euros) e o Rendimento Nacional Bruto (41.939 milhões de euros) em 386 milhões de euros face ao trimestre anterior, em virtude da diminuição do saldo dos rendimentos primários. A diferença entre o Rendimento Nacional Bruto e o Rendimento Disponível Bruto (42.369 milhões de euros) também aumentou, em relação ao 4º trimestre de 2010, no montante de 57 milhões de euros, em virtude da aumento do saldo das transferências correntes.

ine

No 1º trimestre de 2011, a Poupança Bruta da economia portuguesa fixou-se em 11,0% do PIB. Trata-se do valor mais alto desde o 3º trimestre de 2008, inclusive. A Formação Bruta de Capital fixou-se em 18,8% do PIB, mantendo-se inalterada face ao trimestre anterior. Por sua vez, a Necessidade Líquida de Financiamento da economia portuguesa, registou um valor de 6,7% do PIB diminuindo 0,1 p.p. face ao 4º trimestre de 2010.

ine

No 1º trimestre de 2011, a Procura Externa Líquida a preços constantes registou o valor de -2.138 milhões de euros, o que compara com -3.420 milhões de euros registados no trimestre anterior.

ine

No 1º trimestre de 2011, a Procura Externa Líquida a preços correntes registou o valor de -2.395 milhões de euros, o que compara com -3.250 milhões de euros registados no 4º trimestre de 2010.

ine

No 1º trimestre de 2011, o Emprego Total (4.895 milhares de indivíduos) registou o valor mais baixo desde o 1º trimestre de 1999, inclusive.

ine

No 1º trimestre de 2011, a produtividade real do trabalho da economia portuguesa diminuiu, pelo segundo trimestre consecutivo, registando um valor de 8.210 euros por indivíduo empregue.

ine

ine

ine

P class=im>ine