Data: 16/12/2011
Mês: Dezembro
Ano: 2011

De acordo com a estimativa divulgada pelo Eurostat, no 3º trimestre de 2011 Portugal registou um aumento no Índice do Custo de Trabalho, medido por hora trabalhada, de 0,8% em relação ao trimestre homólogo (valores provisórios). Este valor explica-se pelo acréscimo, em termos nominais, dos salários (0,6%) e de outros custos salariais (1,3%). Em termos de sectores (valores provisórios), a Construção e os Serviços registaram um crescimento no total dos custos de 5,8% e 1,6% (valores provisórios), o que compara com a redução de 1,6% (valor provisório) verificada ao nível da Indústria.

No período em análise, o Índice do Custo de Trabalho na Zona Euro (ZE17) e UE27 cresceu 2,7% e 2,6%, respectivamente, em relação ao período homólogo. Por países, no mesmo período verificou-se um crescimento, em termos homólogos, do Índice do Custo de Trabalho de 3,9% em Espanha (valor provisório), 3,1% em França (valor provisório), 2,9% na Alemanha e -3,7% Irlanda. Nota metodológica: CAE Rev. 3 secções B a N.

i010770