Data: 20/01/2011
Ano: 2011

Portugal apresenta na edição deste ano do Global Entrepreneurship Monitor uma TEA (Total Early-Stage Entrepreneurial Activity – indivíduos com idades compreendidas entre os 18-64 anos em processo de começar um negócio próprio ou com um negócio com menos de três anos e meio de idade) de 4,5%. Este valor situa-se abaixo da média (5,6%) do grupo de países a que Portugal pertence (Innovation-Driven Economies) e abaixo do valor que Portugal apresentou no último estudo GEM em que participou (GEM 2007), 8,8%. O valor de Portugal é superior ao de outros países do Sul da Europa como Espanha e Itália, que apresentaram um TEA de 4,3 e de 2,3, respectivamente (ver quadro).

i008705

(Quadro: GEE)

O estudo, que engloba 59 economias, relaciona os baixos níveis de empreendedorismo posteriores à crise com a tendência que os indivíduos têm para segurar o seu emprego, e os altos níveis de empreendedorismo que ocorreram durante a mesma como uma fonte de rendimento (muitas vezes relacionada com situações de desemprego). O estudo sugere ainda que os países do Norte da Europa Ocidental têm maior percepção das oportunidades de negócio do que os do Sul, mas que a população do Sul da Europa Ocidental acredita mais nas suas capacidades empreendedoras. 

Documento Original PDF