Data: 21/12/2012
Mês: Dezembro
Ano: 2012

A Comissão Europeia prevê uma evolução do PIB real de -3,0% em 2012, -1,0% em 2013, invertendo para crescimento de 0,8% em 2014 e 1,8% nos dois anos seguintes. Prevê-se que o comportamento do PIB registado em 2012 resulte, essencialmente, de uma contração da procura interna (-7,0 p.p.) cujo contributo é superior ao crescimento da procura externa líquida (3,9 p.p.).

i013281

Para o mercado de trabalho, a Comissão Europeia prevê que Portugal registe uma taxa de desemprego de 15,5% em 2012, aumentado em 2013 para 16,4%, seguindo-se uma diminuição gradual até 2016, ano em que deverá atingir os 14,9%.

i013282

A Comissão Europeia prevê que a necessidade líquida de financiamento da economia portuguesa, em percentagem do PIB (1,1%, em 2012) passe a capacidade líquida de 1,1% em 2013, a qual aumentará de forma gradual e contínua até 2016, ano em que atingirá os 2,2%.

i013283

Relativamente ao défice orçamental, a Comissão Europeia estima que este registe uma diminuição gradual de 5,0% do PIB em 2012 para 1,8% em 2016. Quanto à dívida pública, a Comissão Europeia estima que esta aumente de 120,0% do PIB em 2012 para 122,3% do PIB em 2014 e que, posteriormente registe uma queda para 117,2 % do PIB em 2016.

i013284

 

Documento Original PDF