Data: 04/10/2017
Mês: Outubro
Ano: 2017
 
O INE divulgou hoje a publicação “Estatísticas do Comércio Internacional 2016”, que contém os resultados provisórios das estatísticas do Comércio Internacional de Bens relativas ao ano 2016.
 
Em 2016, as exportações de bens atingiram 50.022 milhões de euros, o que corresponde a um aumento nominal de 0,8% relativamente ao ano anterior. As importações de bens cresceram 1,5%, totalizando 61.243 milhões de euros. Registou-se um défice da balança comercial de bens de 11.221 milhões de euros, mais 510 milhões de euros que no ano anterior.

A evolução do Comércio Intra-UE determinou o crescimento global em ambos os fluxos, já que as transações com os países Extra-UE diminuíram. Os países Intra-UE reforçaram, desta forma, o seu domínio nas transações de bens de Portugal com o exterior, tendo atingido um peso de 75,1% nas exportações e de 77,8% nas importações.Os principais clientes e fornecedores externos de bens a Portugal continuaram a ser Espanha, França e Alemanha, representando conjuntamente mais de metade das exportações (50,2%) e das importações (54,1%).

No que concerne aos bens transacionados, as Máquinas e aparelhos permaneceram como os principais grupos de produtos exportados e importados.

Continuou a evidenciar-se uma elevada exposição das empresas portuguesas exportadoras de bens face a apenas um mercado, apesar das reduções verificadas entre 2010 e 2016. Em 2016, 69,9% das empresas exportaram apenas para um mercado, concentrando 7,2% do valor exportado. As empresas com pelo menos 50% das suas exportações concentradas em apenas um mercado representaram 94,1% do total de empresas e cerca de metade do valor exportado.

Documento Original  PDF