Data: 09/07/2021
Mês: Julho
Ano: 2021

No período de março a maio de 2021, as exportações de bens registaram um aumento de 51,5% face ao período homólogo. As importações de bens registaram, no mesmo período, um aumento de 38,9% em termos homólogos. Houve um agravamento do défice da Balança Comercial em 72,6 milhões de euros no período analisado.

 

38

 

Em termos de variações homólogas mensais, no mês de maio de 2021, as exportações de bens aumentaram 54,8% e as importações aumentaram 52,6%, face ao período homólogo. Excluindo os Combustíveis e lubrificantes, em maio de 2021, as exportações aumentaram 48,9% e as importações cresceram 42,3% face a maio de 2020 (respetivamente 81,8% e 61,1% em abril de 2021).

 

39

 

40

 

No período de março a maio de 2021, a taxa de cobertura total foi de 81,4%, correspondendo a um acréscimo de 6,7 p.p. face ao mesmo período do ano anterior. No Comércio Intracomunitário a taxa de cobertura foi de 77,4%, no Comércio Extracomunitário foi de 92,9% e na Zona Euro foi de 76,7%.

No trimestre terminado em maio de 2021, as exportações e as importações de bens aumentaram 51,5% e 38,9% respetivamente, face ao trimestre terminado em maio de 2020 (31,0% e 16,2%, pela mesma ordem, no trimestre terminado em abril de 2021). Comparando com o trimestre terminado em maio de 2019, as exportações aumentaram 4,4% e as importações diminuíram 2,7%.

 

41

 

Em maio de 2021, o Saldo de Bens por Grandes Categorias Económicas e Classes Básicas de Bens registou o valor de -1368,0 milhões de euros, destacando-se, no primeiro caso, a categoria de Combustíveis e Lubrificantes com um valor de -422,2 milhões de euros e no segundo os Bens Intermédios com um valor de -1210,8 milhões de euros.

 

42

 

43

 

Documento PDF