Data: 28/07/2017
Mês: Julho
Ano: 2017
Em julho de 2017, o Indicador de Clima Económico aumentou para 2,2 (SRE, MM3M), o que compara com 2,1 (SRE, MM3M) registado no mês anterior. Este indicador atinge, assim, o máximo desde junho de 2002.

 

i025736.jpg

Entre junho e julho de 2017, o Indicador de Confiança dos Serviços registou um aumento de 13,5 para 15,9 e o do Comércio aumentou de 3,9 para 4,0. No mesmo período, a Indústria Transformadora diminuiu de 2,4 para 1,7 e a Construção e Obras Públicas registou um aumento de -22,0 para -20,5.

O Indicador de Confiança dos Consumidores aumentou de 1,7 para 2,5 (SRE, MM3M), em julho de 2017. Este indicador renova, assim, o valor máximo da série (iniciada em novembro de 1997).

i025737 (1).jpg

 

Na Indústria Transformadora, as expectativas de emprego melhoraram nos últimos sete meses, prolongando a trajetória ascendente observada desde o início de 2016. No setor da Construção e Obras Públicas, as perspetivas de emprego melhoraram entre janeiro e julho, prolongando a trajetória ascendente iniciada em dezembro de 2012 e atingindo o máximo desde julho de 2008. No Comércio as perspetivas de emprego recuperaram em julho, pelo quinto mês consecutivo, prolongando o perfil ascendente observado desde novembro de 2016. Nos Serviços, o saldo das opiniões sobre a evolução recente do emprego diminuiu nos últimos dois meses, após ter aumentado entre março e maio. As expectativas sobre a evolução do emprego melhoraram em julho, interrompendo o movimento descendente observado entre março e junho.

i025738.jpg

Documento Original PDF