Data: 20/01/2011
Mês: Janeiro
Ano: 2011

Em Setembro de 2010, o Património Financeiro Líquido da economia portuguesa ascendeu a -173.802 milhões de euros, menos 1,2% do que no trimestre anterior (-175.948 milhões de euros). Em percentagem do Produto Interno Bruto (PIB), trata-se de uma redução de 2,1 pontos percentuais (p.p.) face a Junho de 2010 (de -103,2% para -101,1% do PIB) e de 3,9 p.p. face a Setembro de 2009 (de -105,0% para -101,1% do PIB).

b1

(Gráfico: GEE)

Em Setembro de 2010, a dívida bruta da economia portuguesa (vis à vis com o resto do mundo) ascendeu a 517.913 milhões de euros, menos 5.309 milhões de euros do que o máximo histórico registado em Junho de 2010 (523.222 milhões de euros). Em percentagem do PIB, a dívida bruta da economia portuguesa (vis à vis com o resto do mundo) fixou-se em 301,2% do PIB, menos 5,6 p.p. face a Junho de 2010 (306,8%) e mais 10,4 p.p face a Setembro de 2009 (290,8%).

b2

(Gráfico: GEE)

Em Setembro de 2010, a dívida bruta das Administrações Públicas fixou-se em 90,0% do PIB (154.693 milhões de euros), pela 1ª vez desde o início da série histórica (Dezembro de 1997). Em percentagem do PIB, trata-se de um aumento de 2,3 p.p. face a Junho de 2010 (87,6%) e de um aumento de 5,9 p.p. face a Setembro de 2009 (84,0%).

b3

(Gráfico: GEE)

Relativamente aos Particulares, a Dívida Bruta Total em percentagem do respectivo rendimento disponível bruto ajustado pela variação da participação líquida das famílias nos fundos de pensões registou o valor de 139,0% em Setembro de 2010, mantendo a trajectória de diminuição gradual e continua depois de um máximo histórico registado em Dezembro de 2009 (142,3%).

b4

(Gráfico: GEE)

A dívida financeira e comercial bruta das Sociedades não Financeiras em percentagem do respectivo Valor Acrescentado Bruto, ascendia em Setembro de 2010 os 322,4%, menos 1,5 p.p. que o registado em Junho de 2010 (323,9%) e mais 0,5 p.p. que o registado em Setembro de 2009 (321,9%).

b5

(Gráfico: GEE)

A dívida financeira e comercial bruta das Sociedades não Financeiras em percentagem do respectivo Excedente Bruto de Exploração, ascendia em Setembro de 2010 os 947,5%, menos 12,8 p.p. que o registado em Junho de 2010 (960,3%) e menos 29,9 p.p. que o registado em Setembro de 2009 (977,4%).

b6

(Gráfico: GEE)

Documento Original PDF