Data: 14/02/2017
Mês: Fevereiro
Ano: 2017
O Produto Interno Bruto (PIB) registou, em termos homólogos, um aumento de 1,9% em volume no 4º trimestre de 2016 (taxa de variação de 1,6% no 3º trimestre de 2016), de acordo com a estimativa rápida das Contas Nacionais Trimestrais.
 
Esta evolução foi determinada pelo resultou do aumento do contributo da procura interna, observando-se uma recuperação do Investimento e um crescimento mais intenso do consumo privado. O contributo da procura externa líquida foi negativo, contrariamente ao observado no trimestre anterior, refletindo a aceleração mais acentuada das Importações de Bens e Serviços em volume que a das Exportações de Bens e Serviços.
 
Face ao trimestre anterior, o PIB aumentou 0,6% em termos reais no 4º trimestre (variação em cadeia de 0,8% no trimestre anterior), sendo que o contributo da procura interna para a variação em cadeia do PIB passou de negativo no 3º trimestre para positivo, traduzindo, principalmente, a evolução do Investimento. Em sentido contrário, a procura externa líquida passou a registar um contributo negativo, observando-se um forte aumento das importações totais.
 
Em 2016, o PIB aumentou 1,4% em volume, menos 0,2 p.p. que o verificado no ano anterior. O contributo da procura interna para a variação do PIB diminuiu, refletindo a redução do Investimento e, em menor grau, a desaceleração do consumo privado. A procura externa líquida apresentou um contributo significativamente menos negativo que em 2015.

i024430

 

Documento Original PDF