Data: 26/04/2017
Mês: Abril
Ano: 2017
O índice de difusão (calculado com base num inquérito aos cinco principais bancos portugueses) traduz a restritividade do mercado de crédito português: para valores acima de zero significa um aumento da restritividade das concessões de crédito por parte dos bancos, para valores abaixo de zero significa uma diminuição.
 
Oferta:
 
De acordo com os resultados do inquérito de Abril de 2017, realizado aos cinco bancos incluídos na amostra portuguesa, a oferta de crédito ao sector privado não financeiro caracterizou--se por uma relativa estabilidade no 1º trimestre do ano, por comparação com o último trimestre de 2016. Os critérios de concessão de crédito, de um modo geral, mantiveram-se praticamente inalterados, assim como as condições contratuais. Apenas uma instituição reportou alterações, no sentido de uma diminuição dos custos associados aos empréstimos ou linhas de crédito a empresas. Não obstante esta relativa estabilidade, a evolução de alguns factores foi indicada por algumas instituições como tendo um impacto no sentido de uma ligeira redução da restritividade da política de crédito, salientando-se a pressão entre instituições bancárias e a melhoria na percepção de riscos.
 
Para o 2º trimestre de 2017, as instituições inquiridas não antecipam, em termos gerais, alterações nos critérios de concessão de crédito a empresas e particulares.
 
Procura:
 
No mesmo período, a procura de crédito por parte das empresas permaneceu praticamente inalterada para a maioria das instituições, tendo uma instituição reportado um ligeiro aumento. No segmento dos particulares, a procura de empréstimos aumentou ligeiramente, sobretudo no segmento dos empréstimos para aquisição de habitação. O aumento da confiança dos consumidores e o nível das taxas de juro terão sido os principais factores subjacentes a esta evolução.
 
Para o 2º trimestre de 2017, duas instituições perspectivam um ligeiro aumento no segmento das empresas, enquanto as restantes instituições participantes não antecipam alterações. No segmento dos particulares, a maioria das instituições espera um ligeiro aumento da procura de empréstimos, evidenciando-se o segmento dos empréstimos para aquisição de habitação.

i024996

(Gráficos: Banco de Portugal) Nota Técnica: o índice de difusão é calculado com utilização de uma escala que possibilita a agregação das respostas individuais, segundo a intensidade e sentido da resposta, a qual assume valores entre -1 e 1, correspondendo o valor 0 à situação “sem alterações”. Nas questões referentes à oferta, valores inferiores a 0 indicam critérios menos restritivos ou um impacto dos fatores no sentido de uma menor restritividade: o valor -0.5 corresponde a uma alteração “ligeira” (em termos de índice de difusão, tanto mais ligeira quanto mais próximo de 0 for o valor obtido), e o valor -1 a uma alteração considerável. Ao contrário, valores superiores a 0 indicam um aumento, quer da restritividade ao acesso a crédito bancário, quer das condições de risco dos mutuários: o valor 0.5 sinaliza alterações de intensidade ligeira, enquanto o valor 1 indica alterações consideráveis. Nas perguntas sobre procura, aplica-se a mesma escala, representando -1 e -0.5 uma redução da procura dirigida ao banco inquirido e 0.5 e 1 um aumento (ou um contributo dos fatores no mesmo sentido).

 

Documento Original PDF