Data: 21/07/2016
Mês: Julho
Ano: 2016

Em março de 2016, o Património Financeiro Líquido da economia portuguesa ascendeu a -194.739 milhões de euros (-107,6% do PIB), o que compara com -196.186 milhões em dezembro de 2015 (-109,4% do PIB). 

i022796.png

 



O Passivo Financeiro Total da economia portuguesa (vis-à-vis com o resto do mundo) diminuiu de 525.360 milhões de euros (292,9% do PIB) em dezembro de 2015 para 520.735 milhões de euros (287,8% do PIB) em março de 2016. 

O Passivo Financeiro exceto ações e outras participações (vis-à-vis com o resto do mundo) fixou-se em 395.250 milhões de euros (218,4% do PIB) em março de 2016, o que compara com 400.928 milhões em dezembro de 2015 (223,5% do PIB). 

A Dívida Líquida Total da economia portuguesa (vis-à-vis com o resto do mundo) diminuiu de 208.154 milhões de euros (116,0% do PIB) em dezembro de 2015 para 208.070 milhões de euros (115,0% do PIB) em março de 2016. 

A Dívida Líquida exceto ações e outras participações (vis-à-vis com o resto do mundo) fixou-se em 182.054 milhões de euros (100,6% do PIB) em março de 2016, o que compara com 183.128 milhões em dezembro de 2015 (102,1% do PIB). 

i022797.png

 



Em março de 2016, o Passivo Financeiro das Administrações Públicas fixou-se em 149,1% do PIB (269.768 milhões de euros). Em percentagem do PIB, trata-se de uma diminuição de 1,2 p.p. face a dezembro de 2015 (150,3%, 269.627 milhões de euros). 

i022799.png

 



Relativamente aos Particulares, o Passivo Financeiro Total, em percentagem do respetivo rendimento disponível bruto ajustado pela variação da participação líquida das famílias nos fundos de pensões, registou o valor de 123,8% em março de 2016, o que compara com 124,4% em dezembro de 2015. O Passivo Financeiro Total das Sociedades não Financeiras em percentagem do PIB, ascende em março de 2016 aos 140,6%, o que compara com 142,0% em dezembro de 2015. 

i022800.png

 



Documento Original PDF