Data: 12/10/2021
Mês: Outubro
Ano: 2021

No World Economic Outlook (WEO) divulgado hoje, o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê um crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) da economia portuguesa de 4,4% para 2021 (revisão em alta em 0,5 pontos percentuais (p.p.) face às previsões do WEO de abril) e de 5,1% em 2022 (revisão em alta em 0,3 p.p.).

As previsões do FMI para a taxa de desemprego para Portugal são de 6.9% e 6,7% para 2021 e 2022, respetivamente (valores revistos em baixa em 0,8 p.p. e 0,6 p.p. para 2021 e 2022, respectivamente, face às previsões do WEO de abril).

Relativamente ao saldo da Balança Corrente em percentagem do PIB, o FMI prevê um valor de -1,7% e -2,1% para 2021 e 2022, respetivamente (-0,6% e 0,3% nas previsões de abril). No que se refere à variação do Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC), o FMI prevê 1,2% para 2021 e 1,3% para 2022 (0,9% em 2021 e 1,2% em 2022 nas previsões de abril).

O FMI prevê, ainda, uma diminuição real do PIB mundial de 5,9% em 2021 e um aumento de 4,9% em 2022 (valores revistos em alta para 2021 em 0,8 p.p. e em baixa para 2022 em 0,2 p.p., face ao update de julho).

As economias desenvolvidas deverão ter um aumento do PIB de 5,8% em 2021 (valor revisto em baixa em 0,1 p.p. em comparação com o update de julho) e um aumento de 3,9% em 2022 (sem revisão).

Prevê para a Zona Euro uma diminuição do PIB de 5,0% em 2021 (valor revisto em alta em 0,4 p.p. face ao update de julho) e um aumento de 4,3% em 2022 (sem revisão).

A redução do PIB prevista pelo FMI para os países emergentes é de 6,4% em 2021 (valor revisto em alta em 0,1 p.p. face ao update de julho) e 5,1% em 2022 (revisão em baixa em 0,1 p.p.).

 

 

49

 

50

(Tabelas: FMI)

 

Documento PDF