Data: 22/10/2021
Mês: Outubro
Ano: 2021

Segundo o Eurostat, no 2º trimestre de 2021, a Dívida Pública em percentagem do PIB no conjunto dos países da Zona Euro (EA19) situou-se em 98,3% (100,0% no 1º trimestre de 2021) e na UE27 situou-se em 90,9% (92,4% no 1º trimestre de 2021). Em relação ao período homólogo (2º trimestre de 2020) registou-se um aumento de 3,9 pp (pontos percentuais) da Dívida Pública da Zona Euro e um acréscimo de 3,7 pp na UE27.

Em Portugal, a Dívida Pública em percentagem do PIB situou-se em 135,4% (126,3% no 2º trimestre de 2020 e 139,1% no 1º trimestre de 2021).

Entre os Estados Membros, os que se destacaram com maiores rácios de Dívida Pública (em percentagem do PIB), no 2º trimestre de 2021, foram a Grécia (207,2%), Itália (156,3%), Portugal (135,4%), Espanha (122,8%), França (114,6%), Bélgica (113,7%) e Chipre (112,0%). Em contrapartida a Estónia (19,6%), Bulgária (24,7%) e Luxemburgo (26,2%) apresentaram os rácios mais baixos de Dívida Pública.

Em relação ao trimestre anterior, dois Estados-membros depararam-se com acréscimos de dívida, vinte e três com uma diminuição, enquanto o rácio se manteve estável na Estónia e na Bulgária. Registaram-se aumentos em Malta (2,0 pontos percentuais - pp) e na Eslováquia (1,3 pp) e as maiores diminuições no Chipre (-9,4 pp), Eslovénia (-5,0 pp), Croácia (-4,0 pp), Portugal (-3,7 pp), Hungria e França (ambos -3,4 pp), Itália (-3,3 pp) e Bélgica (-3,2 pp).

Face ao 2º trimestre de 2020, vinte e quatro Estados-membros registaram um aumento do rácio da dívida pública e três registaram decréscimos. Os maiores aumentos verificaram-se na Grécia (15,9 pp), Espanha (12,5 pp), Malta (10,8 pp) e Portugal (9,1 pp). Em contraste, a Irlanda (-3,1 pp), Dinamarca (-1,5 pp) e Países Baixos (-0,8 pp) registaram as maiores diminuições homólogas nos níveis de dívida pública (em % do PIB).

 

 

89

 

90

 

91

(Gráficos: Eurostat)

 

Documento PDF