Data: 10/10/2017
Mês: Outubro
Ano: 2017
No World Economic Outlook (WEO) divulgado hoje, o Fundo Monetário Internacional (FMI) revê em alta (face às previsões do WEO de abril) em 0,8 p.p. as previsões de crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) da economia portuguesa para 2017 (de 1,7% para 2,5%) e em 0,5 p.p. as previsões para 2018 (de 1,5% para 2,0%). As previsões do FMI para a taxa de desemprego em Portugal para 2017 são de 9,7% (valor revisto em baixa em 0,9 p.p. face às previsões do WEO de abril) e 9,0% para 2018 (valor revisto em baixa em 1,1 p.p. face às previsões do WEO de abril). Relativamente ao saldo da Balança Corrente em percentagem do PIB, o FMI prevê um valor de 0,4% (valor revisto em alta em 0,7 p.p.) para 2017 e 0,3% para 2018 (valor igualmente revisto em alta em 0,7 p.p.). No que se refere à variação do Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC), o FMI prevê 1,6% para 2017 e 2,0% para 2018 (1,2% e 1,4% para 2017 e 2018, respetivamente, nas previsões de abril).
 
Os valores das previsões da evolução destes indicadores para Portugal mantiveram-se relativamente ao Country Report de setembro de 2017, à excepção das previsões relativas ao saldo da Balança Corrente em percentagem do PIB que foram revistas em baixa (nas previsões de setembro o FMI previa 0,6% e 0,5% para 2017 e 2018, respetivamente).

i026309.jpg

 

                                                             (Tabela: FMI)

O FMI prevê, ainda, um crescimento real do PIB mundial de 3,6% em 2017 e 3,7% em 2018 (uma revisão em alta de 0,1 p.p. em ambos ao anos, em comparação com o update de julho), as economias desenvolvidas deverão crescer 2,2% em 2017 e 2,0% em 2018 (valores revisto em alta em 0,2 p.p. em 2017 e em 0,1 p.p. 2018 em comparação com o update de julho) e a Zona Euro 2,1% e 1,9%, em 2017 e 2018, respetivamente (valores revistos em alta em 0,2 p.p. para 2017 e 2018, em comparação com o update de julho). O crescimento previsto pelo FMI para os países emergentes é de 4,6% e de 4,9% em 2017 e 2018, respetivamente (valor de 2018 revisto em alta em 0,1 p.p. face ao update de julho).

 

i026310.jpg

(Tabela: FMI)

Documento Original PDF